Logo Clipp - Clínica Lacaniana de Atendimento e Pesquisas em Psicanálise

ARTIGOS

04/12/2004 
Jomard na CLIPP 

BILHETINHOS PRO JOMARD  (JMB)

(Uma psi-clippagem)

NADA A

DECLARAR

 

(ATENTA DA

VIA DUCHAMP)

 

AQUELE ABRAÇO  (Aquele tal cineasta de sampa)

Foi a coisa mais alto astral que eu vi aqui !

Bosi homenageado.

Um poema que vai do individual ao social?

Você queria um divã.

Cadê o divã?...

A vanidade das palavras.

A fazem vida. Sua

Vida nas suas palavras.

Obrigada

Pela sua presença alegre e atenta

Há algo tão difícil quanto ler Lacan,

os atentados,

que precisam de performance!!!

E quanto humor!
Gostei. Pela pré-versão. Pelo Gozo!   
(Leia no avião)

A Literatura; a poesia; a poética.

Na literatura clássica;

os heróis tinham os deuses como guias para sair do labirinto.

Na modernidade;

o que você considera como um fio que conduz homem para sair do labirinto?

A responder as granes questões humanas?

Muito obrigada por essas

duas horas de autenticidade,

Inteligência,

Luz e simplicidade,

Isto é ser poeta.

Parabéns...

Ocorre-me recortar

“Fácil fazer poesia?”.

Algo que tenta dizer pelo vazio,

Palavras que corta o gozo.

Psicanálise.

Inventariante

                                                     Dos   r u m o s

Cultural

Gostei muito

Um abraço,

Apesar de não perdido nada,

Achei muito engraçado e fiquei pensando que para mim é

Muito difícil escrever algum texto “poético”.

Será que eu deveria encontrado algo mais? Obrigada

Inesperadamente outra sintonia

Outra sinfonia!

Surpreendentemente agradável. (26.11.04)

Escutá-lo me produziu a seguinte associação:

   mIN

enCONtro

CIENTE do furo, do nada, do esvaziamento do sentido que deliciosamente liberta.

Muito prazer!

Até um breve retorno!

Grata. (26.11.04)

Estruturar

Des-estruturar

Re-estruturar

Fazer

Des-fazer

Re-fazer

Muito interessante.

A possibilidade

Impossibilidade de

pensar

re-pensar

Parabéns pela sua performance!

Uma boa maneira de pensar literatura,

A cultura com “chistes”

Tão bem colocados!
Até outra

Vez!

Achei que,

                 Faltou,

                             Podia ter mais,

                                                     Tempo.

Formiguinhas em panorâmica

Dependendo do botão do elevador

 Panorâmico

Ser deus, ser formiguinha.

Foi um momento de prazer muito raro

Hoje em dia no trabalho com a palavra.

Vou fazer algum exercício com os seus textos para ver se alcanço algo diferente

“Liberdade.

É o que escapa;                                          Foi um grande prazer.

Fruto de Tropicalismo?                              Conhecer

Prazer.                                                        Sua poesia.

É o que causa;                                            Muito instigante e

Fruto de análise?                                        Inovador seus atentados poéticos.

Seja lá o que for                                        

Obrigada!                                                    Um abraço

(.......@ig.com.br)”

Bravo bravíssimo Britto

britado brittando andanças despercebidas aquele

nosso monolitismo

paulista com o seu cubismo humorista

proverbial

(26.11.04)

Querido pós-poeta,

Foi um prazer ouvi-lo ...

Desde o Minhocão (digo, desde o seu hotel!).

Estou “de olho” (puxadinho) em você, muitas felicidades e volte sempre.

Grande abraço

(26.11.04)

Vivacidade

Despojamento

Ironia

Agradeço o humor.

Muito bom

Gostei muito do jogo de palavras e, por que não dizer, da aula.

Também da literatura, de poesia. Ela ganha vida na boca do poeta. A vida que a letra (impressa) matou.

Um abraço.

Muito obrigado!

BILHETINHO DE JOMARD PRO CLIPP.

(uma Clippada)

Cadê o livro de assinaturas?

Eu não assinei!



Voltar ao topo
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade