Logo Clipp - Clínica Lacaniana de Atendimento e Pesquisas em Psicanálise

SEMINÁRIOS

Local das atividades dos Núcleos de Pesquisas da CLIPP: Rua Cardoso de Almeida, 60, Conj. 111 e 113. 

Informações: (11) 3864.7023 ou psicanalise.clipp@clipp.org.br

SEMINÁRIOS

2017 – 2º semestre

Seminário de leitura

A Transferência e o Analista

A transferência no Seminário 8 de Lacan não é a restauração do que estaria oculto no inconsciente pelo amor dirigido ao analista, nem é uma relação intersubjetiva. Fundamental para que a experiência analítica aconteça, a presença do analista instala a confiança necessária à instalação do dispositivo. Ocupar o lugar que o analista “deve oferecer como vago ao desejo do paciente para que se realize como desejo do Outro”. Ligada ao desejo – fenômeno nodal do ser humano – tem na formulação do agalma, objeto que causa o desejo, o pivô, a chave do desejo.

Os conceitos de Outro, desejo do Outro, fantasma, desejo do analista, inconsciente, interpretação, objeto a, pulsão e complexo de castração, assim como o objeto falo na histeria, o falicismo do obsessivo, fobia e perversão são desenvolvidos por Lacan do capítulo XII ao XVIII – parte dedicada ao objeto do desejo e a dialética da castração.

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti (membro da AMP/EBP)
Local: Rua Cardoso de Almeida 60, cj. 113 – São Paulo
Datas: 11/08; 01 e 22/09; 06 e 27/10; 10 e 24/11 e 01/12
Sextas-feiras, das 16h00 às 17h30

2017 – 1º semestre

Seminário de leitura

A TRANSFERÊNCIA

Lacan dedicou um Seminário inteiro para tratar deste tema, o livro VIII (1960-61). Três anos mais tarde, no Seminário 11, deu à transferência o estatuto de conceito fundamental da psicanálise, ao lado do inconsciente, da repetição e da pulsão.

Transferência não é a restauração do que estaria oculto no inconsciente pelo amor dirigido ao analista nem é uma relação intersubjetiva. Ela é fundamental para que a experiência analítica aconteça, sem transferência não há análise possível. A presença do analista instala a confiança necessária ao dispositivo. Freud já disse: nada pode ser atingido in absentia, in effigie.

Neste Seminário de Leitura trabalharemos o Seminário 8 à luz do Seminário 11, pretendendo tirar consequências para a clínica atual.

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti (membro da AMP/EBP) - carmencervelatti@uol.com.br

Local: Rua Cardoso de Almeida 60, cj. 113 – São Paulo

Periodicidade: Quinzenalmente, às sextas-feiras, das 16h00 às 17h30

Início: 10 de março de 2017

2016 – 2º semestre

Seminário de leitura

Tema: Clínica do Sinthoma

Periodicidade: quinzenal, sextas-feiras das 16h00 às 17h30

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti

Início: 5 de agosto de 2016

2015 – 2º semestre

Seminário de leitura

Clínica do Sinthoma

No Seminário 23, Lacan, depois de propor o quarto termo do nó borromeano, esclarece que o sinthoma é substancializado em sua consistência (Imaginário), em sua ex-sistência (Real) e em seu furo (Simbólico), como se dá com a arte de Joyce.

Neste semestre, trabalharemos este tema, principalmente com os textos:
LACAN, J. O Seminário, livro 23: o sinthoma. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2007.
MILLER, J.-A. Perspectivas do Seminário 23 de Lacan: O sinthoma. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.
MILLER, J.-A. Sutilezas analíticas. Buenos Aires: Paidós, 2011.

Início: 14 de agosto de 2015
Periodicidade: Sextas-feiras, quinzenal, das 16 às 17,30h
Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti

2015 – 1º semestre

Seminário de leitura

 

Prosseguindo na leitura do Seminário 4: a relação de objeto, neste semestre trabalharemos os objetos fetiche e fóbico, modos imaginários de restituição dos laços mãe-criança-falo, a tríade imaginária pré-edipiana.

A mãe é personagem constante neste Seminário, onde Lacan “expõe as consequências clínicas da sexualidade feminina para cada sujeito, na medida em que cada um é filho de uma mãe.” (Miller, A lógica da análise. in:Lacan Elucidado, p.462)

Início: 06 de março de 2015
Periodicidade: quinzenal, sextas-feiras das 16h00 às 17h30
Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti

2014 – 2º semestre

Seminário de leitura

ATIVIDADE DE ABERTURA 2º SEMESTRE

Prosseguindo na leitura do Seminário 4: a relação de objeto, neste semestre trabalharemos os objetos fetiche e fóbico, modos imaginários de restituição dos laços mãe-criança-falo, a tríade imaginária pré-edipiana.

A mãe é personagem constante neste Seminário, onde Lacan “expõe as consequências clínicas da sexualidade feminina para cada sujeito, na medida em que cada um é filho de uma mãe.” (Miller, A lógica da análise. in: Lacan Elucidado, p.462)

Início: 15 de agosto de 2014

Periodicidade: quinzenal, sextas-feiras das 16h00 às 18h00

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti

2014 – 1º semestre

Seminário de leitura

A RELAÇÃO DE OBJETO
Iniciaremos 2014 com a leitura do Seminário – livro 4: a relação de objeto centralizada na proposta de Lacan do conceito de objeto na clínica psicanalítica.

A mãe lacaniana é personagem constante neste Seminário, onde Lacan “expõe as consequências clínicas da sexualidade feminina para cada sujeito, na medida em que cada um é filho de uma mãe.” (Miller, A lógica da análise. in: Lacan Elucidado, p.462)

Início: 14 de fevereiro de 2014

Periodicidade: quinzenal, sextas-feiras das 16h00 às 18h00

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti

2013 – 1º semestre

Seminário de leitura

A pulsão e seus paradoxos em Freud e Lacan

Neste Seminário, prosseguiremos com a leitura do texto de Jacques-Alain Miller, Silet: Os paradoxos da pulsão, de Freud a Lacan, fruto de seu Seminário de 1994-1995, a partir da lição 7.
Periodicidade: quinzenal, sextas-feiras, das 16h00 às 17h30.
Início: 08 de março de 2013 
Participação: interesse pelo tema
Coordenação · Carmen Silvia Cervelatti

2012 – 2º semestre

Diretora Geral: Carmen Silvia Cervelatti
Diretora de Publicações: Eliane Costa Dias
Diretor de Ensino e Pesquisa: Niraldo de Oliveira Santos
Diretora Secretária e Tesoureira: Márcia Aparecida Barbeito

2012 – 1º semestre

Seminário de leitura

Objetivo: leitura de textos fundamentais para a teoria psicanalítica de orientação lacaniana, como os de Freud, Lacan e lacanianos do Campo freudiano.

O 1º semestre de 2012 será dedicado à leitura das duas partes finais do Seminário – livro 7: a ética da psicanálise, de Jacques Lacan: A essência da tragédia e A dimensão trágica da experiência psicanalítica. Estes capítulos referem-se ao estudo do gozo transgressivo, a partir da tragédia de Antígona, filha de Édipo e da experiência psicanalítica, promessa e fim. Como de costume, a leitura sempre é feita pelo viés da clínica da contemporaneidade.

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti
Horário: sextas-feiras, quinzenal, das 16 às 17h30.
Início: 02 de março de 2012
Entrevista com a coordenação

2009 - 1º Semestre

Quintas Freudianas

Mal-estar na civilização(1930[1929]) (ESBOCSF, Vol. XXI)

  • 12/3/09 – Para além do mal-estar na civilização
    Vladimir Safatle
  • 21/5/09 – Culpa e responsabilidade no mal-estar na cultura no século XXI
    Maria Cristina Ocariz
  • 18/6/09 – O mal-estar na civilização e a maldição do sexo
    Carmen Silvia Cervelatti

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti

2009 – 2º semestre

Quintas Freudianas

10/9 – O Grupo e a Identificação
Durval Mazzei Nogueira Filho
Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti

2008 - 2º Semestre

Quintas Freudianas

Teoria Geral das neuroses
Conferências Introdutórias sobre Psicanálise (ESBOCSF, Vol. XVI)

14/8/08 – XVII – O sentido dos sintomas
XVIII – Fixação em traumas – O Inconsciente
XIX – Resistência e Repressão
Apresentação: Sandra Grostein

11/9/08 – XX – A vida sexual dos seres humanos
XXI – O desenvolvimento da libido e as organizações sexuais
XXII – Algumas idéias sobre desenvolvimento e regressão – etiologia. Apresentação:
Maria do Carmo Dias Batista

09/10/08 – XXIII – O caminho da formação dos sintomas
XXIV – O estado neurótico comum
XXV – A ansiedade
 
Apresentação:Carmen Silvia Cervelatti

13/11/08 – XXVI – A teoria do libido e o narcisismo
XXVII –Transferência
XXVIII - Terapia analítica
 
Apresentação:Marizilda Paulino

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti e Daniela Affonso

2008 - 2º Semestre

Quintas Freudianas

Teoria Geral das neuroses
Conferências Introdutórias sobre Psicanálise (ESBOCSF, Vol. XVI)

14/8/08 – XVII – O sentido dos sintomas
XVIII – Fixação em traumas – O Inconsciente
XIX – Resistência e Repressão
Apresentação: Sandra Grostein

11/9/08 – XX – A vida sexual dos seres humanos
XXI – O desenvolvimento da libido e as organizações sexuais
XXII – Algumas idéias sobre desenvolvimento e regressão – etiologia. Apresentação:
Maria do Carmo Dias Batista

09/10/08 – XXIII – O caminho da formação dos sintomas
XXIV – O estado neurótico comum
XXV – A ansiedade
 
Apresentação:Carmen Silvia Cervelatti

13/11/08 – XXVI – A teoria do libido e o narcisismo
XXVII –Transferência
XXVIII - Terapia analítica
 
Apresentação:Marizilda Paulino

Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti e Daniela Affonso

2007 – 1º semestre

Seminários para a formação permanente
  • Música e o silêncio da psicanálise
    Vladimir Safatle 
  • Ópera e Saúde Mental
    Andres Santos Jr.
  • Arte e Psicanálise - cinema
    Coordenação: Maria Noemi de Araújo
  • Exibição do filme “Viver a Vida”
    Debatedor: Michel Marie
  • “O que pode um psicanalista fazer com uma câmera pelo mundo afora? Ou: na escuta do mundo”
    Miriam Chnaiderman
  • Arte e Psicanálise – Artes Plásticas
    Coordenação: Sandra Arruda Grostein
  • “Seriação, repetição e acumulação na arte moderna”
    Sônia Salzstein

2006 – 1º semestre

Seminários para a formação permanente
  • A função “Nome-do-Pai”
    Carlos Augusto Nicéas 
  • Quatro comentários sobre “Peças avulsas”
    Coordenação: Sandra Arruda Grostein
  • “O real não se vincula a nada”
    Sandra Arruda Grostein
  • “Toda falha é sexual”
    Carmen Silvia Cervelatti
  • O nome do pai entre o nominalismo e o realismo
    Vladimir Safatle
  • Elucubração freudiana – sintoma é verdade: Elucubração lacaniana – sintoma é real
    Maria do Carmo Dias Batista

2006 - 2º semestre

Seminários para a formação permanente
  • A função “Nome-do-Pai”
    Carlos Augusto Nicéas 
  • A Arte do Diagnóstico
    Coordenação: Carmen Silvia Cervelatti
  • “Talvez sejamos clínicos pós-modernos”
    Carmen Silvia Cervelatti
  • O que resta de uma arqueologia da clínica
    Vladimir Safatle
  • Para a psiquiatria, a classificação é um semblante?
    Andres Santos Jr.
  • “O sintoma é a invenção da regra que falta ao sujeito”
    Sandra Arruda Grostein

2005 - 1º semestre

Seminários para a formação permanente
  • Angústia: um afeto que não mente
    Carlos Augusto Nicéas 
  • Quatro encontros sobre a transferência
    Maria do Carmo Dias Batista
  • Angústia, Terror, Horror, Pânico e Medo
  • A psicopatologia da ansiedade via cinema
    Andrés Santos Júnior e José Paulo Fiks

2005 - 2º semestre

Seminários para a formação permanente
  • Angústia: um afeto que não mente
    Carlos Augusto Nicéas
  • "Lendo o Seminário X: lições sobre a angústia"
    Vladimir Safatle

2004 – 1º Semestre

Seminários para a formação permanente
  • 1/abril
    Exibição e discussão do filme “Invasões Bárbaras”      
    Local: Auditório da Sociedade de Cultura Inglesa de São Paulo.
    Debatedores: José Paulo Fiks e Maria do Carmo Dias Batista        

  •  3/abril
    Conexão da atividade do dia 1/4/04 com o I Workshop “As Invasões Bárbaras: Quando o corpo é 
    atravessado pelo adoecimento
    ” do Curso de Especialização em Psicologia Hospitalar do Hospital das 
    Clínicas da FMUSP
    O filme “Invasões Bárbaras” foi debatido na conferência de encerramento “As Invasões Bárbaras: o
    cinema invade o Corpo”. 
    Local: Anfiteatro do Instituto Oscar Freire

    • A identificação na direção do tratamento
      Carlos Augusto Nicéas 
    • Final de análise e os relatos dos passes dos AE
      Maria do Carmo Dias Batista.
    • A clínica borromeana
      Sandra Arruda Grostein
    • Repetição como desaparecimento: um quiasma entre a psicanálise e a estética
      Vladimir Safatle

2004 - 2º semestre

Seminários para a formação permanente
  • Sexualidade: uma leitura psicopatológica através do cinema
    Andres Santos Jr. e José Paulo Fiks
  • Angústia: um afeto que não mente
    Carlos Augusto Nicéas
  • Final de análise através dos relatos dos passes dos AE das Escolas da AMP
    Maria do Carmo Dias Batista
  • “A experiência do real no tratamento analítico”
    Sandra Arruda Grostein

2003 - 2º Semestre

Seminários para a formação permanente
  • A identificação na direção do tratamento
    Carlos Augusto Nicéas 
  • Final de análise e os relatos dos passes dos AE
    Maria do Carmo Dias Batista.
  • A clínica borromeana
    Sandra Arruda Grostein
  • Figuras do negativo na clínica psicanalítica
    Vladimir Safatle
Seminários individuais

O Homem dos lobos: um caso inclassificável da clínica
Carmen Silvia Cervelatti

NÚCLEOS DE PESQUISA

2017 – 2º semestre

Núcleo de Leitura e Pesquisa sobre Apresentação de Pacientes

A proposta para o trabalho gira em torno de leituras e pesquisas sobre Apresentação de Pacientes nos eixos:

    - Ensino/Transmissão: como ensinar o que a psicanálise ensina no dispositivo de Apresentação de Pacientes?
    - Clínica: diagnóstico e construção do caso (é possível construir um caso clínico a partir de uma entrevista?)
    - Pesquisa: na atualização da bibliografia, na construção do caso clínico, nos efeitos e consequências, para os participantes, dos casos encaminhados e atendidos pela CLIPP; sobre a Psicose Ordinária: uma casuística.

Periodicidade: às sextas-feiras, quinzenalmente, das 16:00 às 17h30.

Neste semestre, excepcionalmente, não poderemos manter uma real quinzenalidade nos encontros devido ao grande número de feriados, bem como aos muitos eventos do Campo Freudiano em São Paulo e em Buenos Aires.

Assim sendo, refizemos nossa agenda, procurando atender, ao máximo, as condições necessárias para um bom desenvolvimento de nosso estudo e pesquisa.

Quem tiver interesse em participar do Núcleo, pedimos a gentileza de entrar em contato com uma das coordenadoras para uma entrevista.

Coordenação: Marizilda Paulino (marizildapaulino@uol.com.br)
                         Perpétua Medrado Gonçalves (pmedrado@hotmail.com)

Agenda para o 2o. semestre de 2017

Agosto
04/08 Núcleo de AP (na CLIPP)
11/08 Apresentação de Paciente (no Hospital)
25/08 Núcleo de AP (na CLIPP)

Setembro
22/09 Apresentação de Paciente (no Hospital)
29/09 Núcleo de AP (na CLIPP)

Outubro
06/10 Apresentação de Paciente (no Hospital)

Novembro
17/11 Apresentação de Paciente (no Hospital)
17/11 Núcleo de AP (na CLIPP)

Dezembro
08/12 Apresentação de Paciente (no Hospital)
08/12 Núcleo de AP (na CLIPP)

CLIPP – na sede da CLIPP (16:00–17:30)
Hospital – Hospital do Servidor Público Municipal do Estado de São Paulo (13:00-15:00)

2017 – 2º semestre

Núcleo de Pesquisa em Psicanálise e Filosofia

Sistema Filosófico e Paranóia

2017 – 1º semestre

NÚCLEO DE PESQUISA: PSICANÁLISE E MEDICINA

Tema: O diagnóstico na clínica borromeana

Desde o primeiro semestre de 2006 esse núcleo vem trabalhando em torno do tema O corpo da Psicanálise”, visando precisar conceitos teóricos que nos permitem abordar as manifestações no corpo identificáveis na prática clínica.
Neste ano, nos propomos interrogar o diagnóstico na clinica psicanalítica a partir do último ensino de Lacan. O que significa pensar o diagnóstico na segunda clínica de Lacan, ancorada no enlaçamento entre o real, o simbólico e o imaginário? O que nos orienta?

Coordenação: Eliane Costa Dias e Niraldo de Oliveira Santos
A quem se destina: aberto a todos os interessados no tema, mediante entrevista com a coordenação.
O trabalho acontece em reuniões quinzenais, às terças-feiras, alternando o debate teórico com discussões de casos clínicos e de projetos de pesquisa em andamento.

Início - 14/março/2017

Horário - 20h30 às 22h00

Local – Rua Cardoso de Almeida, 60, conj. 111/113 – Perdizes    

Núcleo de Leitura e Pesquisa sobre Apresentação de Pacientes

Aos interessados e aos participantes do Núcleo de Leitura e Pesquisa sobre Apresentação de Pacientes

Caros colegas,

Nossa proposta de trabalho para este semestre tem por base discussão de caso das Apresentações de Pacientes e continuação da leitura e discussão do livro de Laura Valcarce, "Las presentaciones de enfermos en Lacan", tese de mestrado defendida em 2014, na Facultad de Psicologia de la Universidad de Buenos Aires. Neste livro, a autora relata pormenorizadamente a história da Apresentação de Pacientes, desde os tempos da Medicina até as formulações propostas por Lacan.

Ao lado desse, outros textos estão selecionados para nossas discussões.

Iniciaremos no dia 03/03/2017, fazendo o programa do primeiro  semestre.

O material para leitura está à disposição dos inscritos no Núcleo e pode ser solicitado para Dolores na secretaria da CLIPP.

Sendo assim, contamos com a presença de todos no dia 03/03,  das 16 às 17h30, na sede da CLIPP..

Um abraço e até lá!
Marizilda Paulino
Perpétua Medrado Gonçalves

2016 – 2º semestre

Núcleo de Leitura e Pesquisa sobre Apresentação de Pacientes

Tema: O que a psicanálise ensina no dispositivo de Apresentação de Pacientes?

Periodicidade: mensal, sextas-feiras das 16h00 às 17h30

Coordenação: Marizilda Paulino e Perpétua Medrado Gonçalves

Início: 12 de agosto de 2016

Núcleo de Pesquisa sobre Toxicomania e Psicanálise

Tema: A Psicanálise e o fora-do-discurso dos toxicômanos

Periodicidade: mensal, sábados das 9h00 às 11h00

Coordenação: Durval Mazzei Nogueira Filho e Eliane Lima Guerra Nunes

Início: 20 de agosto de 2016

Núcleo de Pesquisa em Psicanálise e Medicina

Tema: Os discursos e a clínica psicanalítica nas instituições de saúde

Periodicidade: quinzenal, quartas-feiras das 20h30 às 22h00

Coordenação: Eliane Costa Dias e Niraldo de Oliveira Santos

Início: 10 de agosto de 2016

Núcleo de Pesquisa em Filosofia e Psicanálise

Tema: Televisão (Lacan)

Periodicidade: quinzenal, terças-feiras das 13h00 às 14h30

Coordenação: Maria Bernadette Soares de Sant’Ana Pitteri e Paula Christina Verlangieri Caio de Carvalho

Início: 9 de agosto de 2016

Voltar ao topo
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade