Scroll to top
  • Tel.: (11) 3864.7023 / 3938.2611

ARTIGOS

BIBLIOTECA

Editorial Hades #06

Bernadette S. de S. Pitteri HADES, o imortal deus dos infernos, de acordo com uma tradição, traz em seu nome uma composição do alfa privativo e idein (ver), o que evoca uma ideia de mistério, de invisível. Mas chegando a seu sexto número, ainda em plena pandemia do coronavírus que, neste momento, está chegando a ceifar quinhentas mil almas brasileiras,...

Cláudio Bezerra 24 de maio de 2021

Atualidades Psicanalíticas #27

De Nova York ... Com Corpo ou Sem Corpo Por Maria Cristina Aguirre Por um lado, temos os avanços da tecnologia e dos dispositivos eletrônicos que tendem a eliminar ao máximo o contato corporal – desde mensagens de texto, e-mails, aplicativos de namoro e até atendimentos de terapia digital. Por exemplo, no Talkspace.com “mais de 500 terapeutas profissionais licenciados estão...

clipp 21 de maio de 2021

A mulher não existe e o amor no balé contemporâneo

Katia Ribeiro Nadeau (CLIPP) INSTAGRAM @avant.arte Recentemente tive o privilégio de assistir ao balé de Jazz de Montréal (BJM) em sua passagem por São Paulo. A fluidez dos corpos escandalosamente apresentados numa mistura entre o belo e o sensual nos arremete ao Real do corpo, como que em um rasgo, um acesso direto ao real do inconsciente. Com música de...

Cláudio Bezerra 20 de maio de 2021

Homem dos Lobos, imortal (*)

INSTAGRAM: @avant.arte Marcela Antelo (AME - EBP/AME)   "Freud teve um caso de psicose ordinária, O homem dos lobos. Era psicótico e era psicose ordinária porque apresentava muitos traços de neurótico." Jacques-Alain Miller   É um prazer estar aqui! Agradeço o convite da Clipp e a todos vocês aqui presentes. Maria Bernadette me provocou a falar a partir de três...

Cláudio Bezerra 20 de maio de 2021

“Que o feminino e o masculino dancem na cadência dos seus passos”

Maria Wedna Tabosa Henriques (CLIPP) INSTAGRAM @avant.arte Esta epígrafe foi a dedicatória que me fez Lêda Guimarães quando recebi seu livro, e isto me instigou. Marie-Hélène Brousse , tomando o axioma de Lacan A Mulher não existe, diz que ela existe à condição de ser escondida. Ela é “A” causa, o objeto a e o objeto escondido de “uma mulher”...

Cláudio Bezerra 19 de maio de 2021

feito por nós #03

DAS SUPLÊNCIAS: DO SINTOMA AO SINTHOME¹ Marizilda Paulino - Membro da EBP/AMP Photo by Conscious Design on Unsplash O tema que apresento nesta Jornada da EBP-SP diz respeito à clínica, à prática clínica, à formalização dos achados clínicos. Neurose, perversão e psicose foram os verbetes propostos. Os textos básicos estão em Scilicet dos Nomes do Pai, compilação de textos preparatórios para o...

clipp 18 de maio de 2021

Atualidades Psicanalíticas #26

A interpretação como um Acontecimento vem da Posição Feminina  Por Keren Ben-Hagai “O analista também deve pagar”, disse Lacan em A direção do tratamento e os princípios de seu poder . Pague com suas palavras. Pague com a própria pele. Com sua persona, quando ele se presta ao analisando como espinha dorsal da transferência. Ele deve pagar com o que é essencial ao...

clipp 16 de maio de 2021

Atualidades Psicanalíticas #25

O Laço Social no Mundo Hiperconectado  Por Marco Focchi Do ponto de vista psicanalítico, quando falamos em laço social, sabemos que estamos nos referindo principalmente à estrutura do discurso. No entanto, é preciso atentar para o sentido comum do termo discurso, que é a expressão bem organizada de um pensamento, pois, afinal, é justamente dessa ordem que podemos falar de...

clipp 7 de maio de 2021

feito por nós #02

JACQUES LACAN: O SIMBÓLICO, O IMAGINÁRIO E O REAL Maria Bernadette Soares de Sant´Ana Pitteri - Membro da EBP e da AMP Pouco antes do relatório de Roma que marca o início de seu ensino público, em oito de julho de 1953, Lacan faz uma conferência na Sociedade Francesa de Psicanálise. Segundo Miller, na introdução do texto, Lacan inspira-se em Lévi-Straussquando este...

clipp 3 de maio de 2021

Atualidades Psicanalíticas #24

A Civilização e seus Objetos a Por Yaron Gilat Depois que o coronavírus passar – é o que dizem ! – o mundo não voltará a ser o que era antes. Quando sairmos do outro lado da “toca do coelho” da pandemia, eles nos dizem, o mundo será diferente e nós também. As perspectivas atuais sugerem que uma crise é uma porta...

clipp 30 de abril de 2021

Atualidades Psicanalíticas #23

O Real da Abstinência Analítica Por Geert Hoornaert Depois de Freud apontar que nada pode ser morto in absentia ou in effigy, Lacan insistiu em todo o seu ensino que o tratamento requer uma presença real, para além dos corpos imaginário e simbólico do analista. Essas duas indicações essenciais são de especial relevância atualmente. Elas situam o analista em um...

clipp 23 de abril de 2021

Atualidades Psicanalíticas #22

Invenções vs. Certezas  Por François Ansermet Reflexões sobre algumas questões levantadas pela prática clínica que envolve os sujeitos transgêneros e a identidade de gênero na sociedade atual O gênero existe para a psicanálise? Se não, o que se poderia dizer que pudesse vir em seu lugar? FA:  Estamos vivendo em uma época que é definida por rupturas de gênero que,...

clipp 16 de abril de 2021

feito por nós #01

HOMEM DOS LOBOS – UM NOME PARA SERGUEI* Carmen Silvia Cervelatti Membro da EBP e da AMP Conheces o nome que te deram, não conheces o nome que tens. Livro das Evidências A vida do Homem dos Lobos, diferentemente dos outros casos freudianos, foi uma vida psicanaliticamente pública e publicada até seus últimos dias, quando morreu aos 92 anos de...

clipp 15 de abril de 2021

Atualidades Psicanalíticas #21

Um Bom Analista Por Bogdan Wolf Como a contratransferência passou a desempenhar um papel tão importante na ortodoxia da psicanálise atualmente? Paul Geltner, um psicanalista radicado em Nova York, especializado em fenômenos contratransferenciais, publicou recentemente um livro em que fala francamente sobre os “usos do sentimento” na prática analítica, embora sua experiência se baseie em dar supervisão 1. Seu foco principal constitui...

clipp 9 de abril de 2021

Atualidades Psicanalíticas #20

Amor em tempo de Isolamento Por Alan Rowan Diante da pandemia do coronavírus, ficar isolado tornou-se um ato social, um ato de cuidar – ainda que também tingido de angústia – e, claro, um ato obrigatório nos países cujos cidadãos vivem no assim chamado “Lockdown”. Naturalmente, os críticos têm especulado sobre os efeitos de tal isolamento: nos indivíduos, nas famílias e nos...

clipp 5 de abril de 2021

D’A LÍNGUA MÃE À LINGUA-MÃE

  Foto: Alessio Lion on Unsplah José Wilson R. Braga Júnior (CLIPP) Outras línguas sempre despertaram em mim certo fascínio, uma mistura de curiosidade e entusiasmo em decifrar seus enigmas e capturar o sentido. Talvez essa atração tenha relação com uma lembrança feliz que me invadiu enquanto escrevia esse texto: quando criança brincava com letras em cartolina colorida espalhadas pelo...

Cláudio Bezerra 27 de março de 2021

UM AMOR COMPULSIVO

  Carmen Silvia Cervelatti (EBP/AMP) INSTAGRAM @caballerorocio “O enigma do amor é o despertar do elemento infantil” Para Freud, além de uma dissimetria fundamental na parceria – signo do impossível –, há um automaton1 no amor configurado em equivalência, imaginária ou simbólica, a um objeto fundamental, constante. Trata-se de um amor repetitivo, reeditado pelo sujeito no decorrer de sua vida,...

Cláudio Bezerra 27 de março de 2021

“TODOS DELIRAMOS” FORCLUSÃO GENERALIZADA

Maria Bernadette Soares de Sant´AnaPitteri (EBP/AMP) INSTAGRAM @miles_art O esgarçamento do Nome-do-Pai, a queda da Metáfora Paterna, arranca de Lacan: "Todo mundo é louco, isto é, delirante"i, o que estende a loucura a todos os seres falantes; se alguém é falante, está localizado na "loucura generalizada". Ao dizer que todo mundo é louco, Lacan não está falando em psicose, uma...

Cláudio Bezerra 27 de março de 2021

Editorial Hades #05

Paula Caio de Carvalho Caros leitores,   Apresentamos a vocês o Boletim Hades #5. Continuamos na situação pandêmica, mas sempre causados para que a psicanálise continue viva, insistindo e persistindo no trabalho. Nessa edição que acontece quase concomitante ao dia da poesia que foi o 21 de março, temos que ela, a poesia, perpassou algumas elaborações e foi sua protagonista,...

Cláudio Bezerra 27 de março de 2021

PERCALÇOS E POSSIBILIDADES

INSTAGRAM @art.history.onthe Carlos Ferraz Batista (CLIPP)  O poema No meio do caminho permite um enlace da arte com a psicanálise. O adágio lacaniano de que a verdade tem estrutura de ficção possui pertinência, pois desvela o sujeito e abre a via do indizível, cuja singeleza se constitui em uma caixa de ressonâncias. Muito mais que a lógica do sintoma, o...

Cláudio Bezerra 27 de março de 2021

OGUNTÉ - ADRIANA CALCANHOTO

João Paulo Desconci (CLIPP) Fonte: G1 De uma reportagem sobre um cardume anormal que passava pela Barra, no Rio, Adriana Calcanhotto produziu o single Ogunté (uma das imagens de Iemanjá). Aquela que no encontro das águas com as pedras, indomável feiticeira, representa o mar do gozo feminino diante da encosta da castração, ressoa Lituraterra. Freud que nomeou o enigma do feminino como...

Cláudio Bezerra 27 de março de 2021

O GRITO SILENCIOSO E A VOZ NA ESCRITA

M. Cecilia Branco de S L (CLIPP) Fonte: BBC Recentemente, foi desvendado um enigma relativo à pintura O Grito, de Edward Munch. A frase “Só pode ter sido pintado por um louco”, escrita a lápis entre as tintas, é de autoria do pintor. Mesmo tendo sido acrescentada após uma exposição incompreendida, que gerou controvérsias sobre o estado mental do artista, trata-se...

Cláudio Bezerra 27 de março de 2021

HÁ UM NOVO SABER NO REAL?

Divulgação Netflix Alessandra Fabbri (CLIPP) O documentário “O dilema das redes” de Jeff Orlowisk, ao expor a relação que estamos desenvolvendo com a expansão da tecnologia nas interações sociais, indaga sobre a inteligência artificial das máquinas e seus efeitos sobre nós. De uma maneira inédita e crescente, as redes sociais ao alcance de todos a todo momento, abriram um campo para...

Cláudio Bezerra 27 de março de 2021

Atualidades Psicanalíticas #19

Responsável, Mas Não Culpado Por Jérôme Lecaux Como parte do trabalho preparatório para as próximas Jornadas da Escola*, lembrei-me de um texto de Karl Abraham, que li há muito tempo. É um artigo audacioso e provocativo cuja tese principal está contida no título: “A Experiência do Trauma Sexual como uma Forma de Atividade Sexual” . Para esse texto datado de 1907, o...

clipp 26 de março de 2021